Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mozweon

mozweon

Sex | 06.07.18

Ouro negro e parceiros lançam rádio novela

Nicolau Novela
A Rádio Moçambique, a UNICEF e o PCI Media Impact, lançam uma nova radio novela do Ouro Negro intitulada "os inTXunáveis" na próxima segunda feira.A radionovela os inTXunáveis retrata o dia a dia dos estudantes do “Instituto Politécnico O Futuro é Hoje” e habitantes do lar “Portem-se bem”, inserida na comunidade pesqueira de Nguva, um espaço ficcionado inspirado no distrito de Palma. A radionovela vai para o ar em 116 estações radiofónicos do país durante os próximos 6 anos.A novela surge na sequência do desenvolvimento socioeconómico que traz novos desafios às comunidades, principalmente nas campanhas de intervenção social com vista a mudança de comportamento especialmente nas áreas de saúde materna e infantil, nutrição, malaria, sexualidade, educação, equidade de gênero e casamentos prematuros.O lançamento será no Indy Village, na cidade de Maputo.
Fonte: Opais
Sex | 06.07.18

Ouro negro e parceiros lançam rádio novela

Nicolau Novela
A Rádio Moçambique, a UNICEF e o PCI Media Impact, lançam uma nova radio novela do Ouro Negro intitulada "os inTXunáveis" na próxima segunda feira.A radionovela os inTXunáveis retrata o dia a dia dos estudantes do “Instituto Politécnico O Futuro é Hoje” e habitantes do lar “Portem-se bem”, inserida na comunidade pesqueira de Nguva, um espaço ficcionado inspirado no distrito de Palma. A radionovela vai para o ar em 116 estações radiofónicos do país durante os próximos 6 anos.A novela surge na sequência do desenvolvimento socioeconómico que traz novos desafios às comunidades, principalmente nas campanhas de intervenção social com vista a mudança de comportamento especialmente nas áreas de saúde materna e infantil, nutrição, malaria, sexualidade, educação, equidade de gênero e casamentos prematuros.O lançamento será no Indy Village, na cidade de Maputo.
Fonte: Opais
Sex | 06.07.18

Stella Mendonça considera que o país deve investir na música erudita

Nicolau Novela
O Musiarte Conservatório de Música e Artes Dramáticas realizou, na noite de quarta-feira, na Fortaleza de Maputo, um concerto de apresentação da performance de 36 alunos daquela escola. A oportunidade serviu para mostrar ao público e aos financiadores das bolsas de estudo dos jovens artistas, a Ímpar, o resultado de anos de dedicação a um propósito: música erudita.No evento bem concorrido, em relação ao que tem sido habitual segundo os alunos, a fundadora e professora do Musiarte, Stela Mendonça, defendeu que é preciso o país investir na música erudita e vencer os preconceitos de que o género é para alguns. "Nós não devemos subestimar a nossa alma, a nossa abertura ao mundo e às culturas. A arte é aquilo que não tem fronteiras, é uma forma de estar, é vida e muita coisa junta. Os moçambicanos fazem parte do mundo. Então, não há nada que proíbe que nós gostemos deste género musical ou desta expressão artística".De acordo com Stella Mendonça, artista cujos méritos são reconhecidos internacionalmente, os alunos do Musiarte estão a estudar com perspectivas de desenvolver a própria comunicação artística no que tange à música erudita. Nesse sentido, é necessário muita restruturação e reinvenção, afinal, sublinha Stela Mendonça: "Nós, os moçambicanos, somos um povo muito sofisticado dentro de nós e das nossas almas. Dentro das nossas atitudes podemos ter esta sofisticação musical e artística". Para o efeito, é indispensável que concertos de música erudita cheguem a mais gente. Por isso mesmo, é pretensão da escola Musiarte tornar a oferta dos seus concertos algo constante.Ao mesmo tempo que Stella Mendonça considera importante a oferta de concertos ao público, a fundadora do Musiarte chama atenção para que os fazedores de música erudita tenham a preocupação de se envolverem sem imitação e com conhecimento. "Às vezes, com emoção, porque gostamos deste estilo de música, acabamos por imitar e até transformamos aquilo que são as partituras originais. É neste capítulo que devemos ser exigentes. Devemos saber, educarmo-nos, expandir, partilhar o resultado dessa aprendizagem e deixar a alma deliciar-se".Musiarte é um Conservatório de Música interessado em formar os talentos que o país possui. E um dos que se destacou no concerto realizado na Fortaleza de Maputo foi Carlos Nhamizima, quem assume ser complicado fazer música clássica no país. Ainda assim, o aluno do Musiarte diz que o cenário está a mudar. Concorre para a mudança o facto de, agora, existir outros grupos praticantes da música erudita, o que vai envolvendo mais interessados.
Fonte: Opais
Sex | 06.07.18

Stella Mendonça considera que o país deve investir na música erudita

Nicolau Novela
O Musiarte Conservatório de Música e Artes Dramáticas realizou, na noite de quarta-feira, na Fortaleza de Maputo, um concerto de apresentação da performance de 36 alunos daquela escola. A oportunidade serviu para mostrar ao público e aos financiadores das bolsas de estudo dos jovens artistas, a Ímpar, o resultado de anos de dedicação a um propósito: música erudita.No evento bem concorrido, em relação ao que tem sido habitual segundo os alunos, a fundadora e professora do Musiarte, Stela Mendonça, defendeu que é preciso o país investir na música erudita e vencer os preconceitos de que o género é para alguns. "Nós não devemos subestimar a nossa alma, a nossa abertura ao mundo e às culturas. A arte é aquilo que não tem fronteiras, é uma forma de estar, é vida e muita coisa junta. Os moçambicanos fazem parte do mundo. Então, não há nada que proíbe que nós gostemos deste género musical ou desta expressão artística".De acordo com Stella Mendonça, artista cujos méritos são reconhecidos internacionalmente, os alunos do Musiarte estão a estudar com perspectivas de desenvolver a própria comunicação artística no que tange à música erudita. Nesse sentido, é necessário muita restruturação e reinvenção, afinal, sublinha Stela Mendonça: "Nós, os moçambicanos, somos um povo muito sofisticado dentro de nós e das nossas almas. Dentro das nossas atitudes podemos ter esta sofisticação musical e artística". Para o efeito, é indispensável que concertos de música erudita cheguem a mais gente. Por isso mesmo, é pretensão da escola Musiarte tornar a oferta dos seus concertos algo constante.Ao mesmo tempo que Stella Mendonça considera importante a oferta de concertos ao público, a fundadora do Musiarte chama atenção para que os fazedores de música erudita tenham a preocupação de se envolverem sem imitação e com conhecimento. "Às vezes, com emoção, porque gostamos deste estilo de música, acabamos por imitar e até transformamos aquilo que são as partituras originais. É neste capítulo que devemos ser exigentes. Devemos saber, educarmo-nos, expandir, partilhar o resultado dessa aprendizagem e deixar a alma deliciar-se".Musiarte é um Conservatório de Música interessado em formar os talentos que o país possui. E um dos que se destacou no concerto realizado na Fortaleza de Maputo foi Carlos Nhamizima, quem assume ser complicado fazer música clássica no país. Ainda assim, o aluno do Musiarte diz que o cenário está a mudar. Concorre para a mudança o facto de, agora, existir outros grupos praticantes da música erudita, o que vai envolvendo mais interessados.
Fonte: Opais
Sex | 06.07.18

Deltino proporciona hora e meia de bênçãos no Franco

Nicolau Novela
Eparaka é o título do álbum de estreia e do próximo concerto de Deltino Guerreiro. O espectáculo “abençoado”, e esse é o significado daquela palavra emakhuwa, está marcado para o Centro Cultural Franco-Moçambicano, na cidade de Maputo, a partir das 20:30h de sexta-feira.Durante hora e meia aproximadamente, o músico cujo talento foi revelado no programa Super Tardes da Stv vai cantar e tocar músicas do seu primeiro disco, além de algumas inéditas. Uma delas fará parte do segundo álbum e outra resulta de uma participação num workshop no Zimbabwe. E porque as novidades não param por aí, Guerreiro promete apresentar-se de uma forma diferente daqui o seu público está habituado. “Vou apresentar-me numa nova roupagem. Nunca apareci da maneira que vou aparecer. Eu e a minha banda tentamos melhorar alguma coisa, investindo mais no estilo, no ritmo e no batuque do Norte, de onde eu venho”, afirmou Deltino Guerreiro.Para o concerto de sexta-feira, o músico conta com dois convidados. O primeiro é Azagaia, rapper que Deltino admira e que faz parte da sua história. Até porque convidando Azagaia é uma forma de honrar a sua origem: o Hip-Hop. O outro convidado do músico é Stewart Sukuma, outro autor por quem tem apreço.A propósito de afinidade, ao concerto Eparaka, Azagaia leva amizade, afinal o rapper e o músico conhecem-se antes do álbum lançado. Os dois autores trilharam caminhos juntos na Kongoloti Records. Azagaia fará um dueto com Deltino Guerreiro na música “Sonho”. Para o efeito, o rapper leva versos inéditos, que combinam com a temática do tema. “Na verdade, os versos fiz para uma nova música, mas, porque acho que se adequam à letra do Deltino, preferi apresenta-los pela primeira neste concerto. Creio que é uma junção perfeita, com uma das melhores vozes de Moçambique, bastante profissional. No estilo de música que ele faz, consegue ir ao encontro das pessoas e da nossa cultura”, defendeu Azagaia.Quem também fará parte do concerto Eparaka é Stewart Sukuma, que vai actuar num dueto com Deltino na música “Deixa esse aí”. Sukuma aceitou o convite porque entende que Guerreiro é um cantor incrível: “E a música que vou tocar com Deltino caiu-me como uma luva porque está relacionada com violência doméstica e eu tenho me envolvido em campanhas contra esse tipo de actos”.
Fonte: oPais
Sex | 06.07.18

Deltino proporciona hora e meia de bênçãos no Franco

Nicolau Novela
Eparaka é o título do álbum de estreia e do próximo concerto de Deltino Guerreiro. O espectáculo “abençoado”, e esse é o significado daquela palavra emakhuwa, está marcado para o Centro Cultural Franco-Moçambicano, na cidade de Maputo, a partir das 20:30h de sexta-feira.Durante hora e meia aproximadamente, o músico cujo talento foi revelado no programa Super Tardes da Stv vai cantar e tocar músicas do seu primeiro disco, além de algumas inéditas. Uma delas fará parte do segundo álbum e outra resulta de uma participação num workshop no Zimbabwe. E porque as novidades não param por aí, Guerreiro promete apresentar-se de uma forma diferente daqui o seu público está habituado. “Vou apresentar-me numa nova roupagem. Nunca apareci da maneira que vou aparecer. Eu e a minha banda tentamos melhorar alguma coisa, investindo mais no estilo, no ritmo e no batuque do Norte, de onde eu venho”, afirmou Deltino Guerreiro.Para o concerto de sexta-feira, o músico conta com dois convidados. O primeiro é Azagaia, rapper que Deltino admira e que faz parte da sua história. Até porque convidando Azagaia é uma forma de honrar a sua origem: o Hip-Hop. O outro convidado do músico é Stewart Sukuma, outro autor por quem tem apreço.A propósito de afinidade, ao concerto Eparaka, Azagaia leva amizade, afinal o rapper e o músico conhecem-se antes do álbum lançado. Os dois autores trilharam caminhos juntos na Kongoloti Records. Azagaia fará um dueto com Deltino Guerreiro na música “Sonho”. Para o efeito, o rapper leva versos inéditos, que combinam com a temática do tema. “Na verdade, os versos fiz para uma nova música, mas, porque acho que se adequam à letra do Deltino, preferi apresenta-los pela primeira neste concerto. Creio que é uma junção perfeita, com uma das melhores vozes de Moçambique, bastante profissional. No estilo de música que ele faz, consegue ir ao encontro das pessoas e da nossa cultura”, defendeu Azagaia.Quem também fará parte do concerto Eparaka é Stewart Sukuma, que vai actuar num dueto com Deltino na música “Deixa esse aí”. Sukuma aceitou o convite porque entende que Guerreiro é um cantor incrível: “E a música que vou tocar com Deltino caiu-me como uma luva porque está relacionada com violência doméstica e eu tenho me envolvido em campanhas contra esse tipo de actos”.
Fonte: oPais
Sex | 06.07.18

Ísis Feat. Ciprii Jr - Vai Voltar (prod. by Jackycy)

Nicolau Novela
Baixe a nova  musica da cantora e compositora Moçambicana Ísis Cipriano Roque intitulada ”Vai Voltar” com a participação do cantor  Ciprii Jr produzida por Jackycy e a sua captação e respectiva masterização foi feita pelo Flame The Real DJ Crazy. A faixa já está disponível em todas plataformas digitais confere logo abaixo!StreamDOWNLOAD: Ísis Feat. Ciprii Jr - Vai Voltar mp3 
Sex | 06.07.18

Ísis Feat. Ciprii Jr - Vai Voltar (prod. by Jackycy)

Nicolau Novela
Baixe a nova  musica da cantora e compositora Moçambicana Ísis Cipriano Roque intitulada ”Vai Voltar” com a participação do cantor  Ciprii Jr produzida por Jackycy e a sua captação e respectiva masterização foi feita pelo Flame The Real DJ Crazy. A faixa já está disponível em todas plataformas digitais confere logo abaixo!StreamDOWNLOAD: Ísis Feat. Ciprii Jr - Vai Voltar mp3 
Sex | 06.07.18

HOT BOY – TXAYA (OFFICIAL VIDEO)

Nicolau Novela

Assista aqui o mais recente vídeo do rapper Hot Boy da Midnight Records intitulado ”Txaya” produzido e realizado pelo DJ CPRO. A faixa já está disponível nas plataformas digitais e você pode conferir abaixo.
Sex | 06.07.18

HOT BOY – TXAYA (OFFICIAL VIDEO)

Nicolau Novela

Assista aqui o mais recente vídeo do rapper Hot Boy da Midnight Records intitulado ”Txaya” produzido e realizado pelo DJ CPRO. A faixa já está disponível nas plataformas digitais e você pode conferir abaixo.